Projeto cultural do Museu Coleção Karandash incentiva o hábito da leitura no sertão


Projeto cultural do Museu Coleção Karandash incentiva o hábito da leitura no sertão

 

Agentes de Leitura emprestam livros e discutem obras e autores com moradores de três comunidades do baixo São Francisco

 

Numa ação conjunta com a comunidade da Ilha do Ferro, Entremontes e Ilha de São Pedro, os agentes de leitura do projeto Festa Literária Ribeirinha do Museu Coleção Karandash já começaram a visitar famílias de três povoados do rio São Francisco para promover o hábito de consumir livros. A ação é mais uma das etapas do evento, que contará, também, com doações de livros, oficinas de arte e educação e promoção de diálogos com o universo da literatura.

Durante a semana, as escritoras Cláudia Lins e Simone Cavalcante ministraram um minicurso para o treinamento de 11 agentes de leitura, com instruções sobre como abordar os moradores, sugerir livros e noções sobre autores e gêneros literários. De acordo com Cláudia, que também é jornalista, a ideia é estimular o hábito da leitura nas três comunidades. “A proposta é que cada integrante das famílias beneficiadas leia de 3 a 4 livros até o fim das ações da Festa Literária.”

De acordo com Maria Amelia Vieira, coordenadora-geral da Festa Literária, o projeto reafirma o Barco-Museu como o elo que conecta os povoados ribeirinhos através de ações que estimulam o diálogo entre artistas e moradores. “Desde 2008 a Karandash vem desenvolvendo ações que visam promover e preservar a cultura do baixo São Francisco. Já fizemos oficinas de cinema, fotografia, ilustração, escultura, dentre tantas outras. Mas é a primeira vez que nosso foco é a literatura”, diz.

Já Simone Cavalcante, autora alagoana de livros infantis, destaca que além de estimular a leitura, o projeto vai doar mais de mil livros para uma região carente de escolas e bibliotecas. “É só o primeiro passo de um grande projeto”, conta. “Com a ação dos agentes de leitura, que estão em contato direto com a comunidade, visitando as famílias e emprestando livros, vamos envolver mais de duas mil pessoas. A expectativa é fazer com que crianças, adolescentes, adultos e até pessoas da terceira idade possam se aventurar no universo literário”, diz, acrescentando que em janeiro a Ilha do Ferro vai receber uma série de oficinas de escrita criativa, contação de histórias, fotopoemas, artes plásticas e visuais.

Festa Literária Ribeirinha

Realizado pelo Museu Coleção Karandash, o projeto Festa Literária Ribeirinha – leitura no balanço das águas é uma ação que visa estimular o hábito da leitura em três comunidades ribeirinhas. Com atividades nos povoados da Ilha do Ferro e Entremontes, em Alagoas, e Ilha de São Pedro, em Sergipe, o evento promove ações sociais, culturais e de educação em povoados à beira do rio São Francisco. A Festa Literária é beneficiada pela Lei Rouanet e conta com o patrocínio do Banco do Nordeste, Hotel Ritz Lagoa da Anta e Hotéis Ponta Verde.

Facebook



Leia Também


  • Festa Literária Ribeirinha
  • Artistas e escritores promovem ação literária no Rio São Francisco 
  • Barco-Museu da Coleção Karandash leva Festa Literária para o rio São Francisco